Dicas de roteiros para fazer na Espanha

  • 0

Dicas de roteiros para fazer na Espanha

Roteiro 1 – Centro e Sudeste da Espanha – Toledo, Cuenca, Valência, Barcelona, Platja d’Oro, Figueres

Nosso voo chegou a Madri, pegamos nosso carro já alugado e fomos direto para Toledo, antiga capital da Espanha, que fica a 1 hora de viagem. Cidade medieval murada, num vale e um rio que quase circunda a cidade. Uma das 13 cidades espanholas protegidas pelo Patrimônio Histórico da Humanidade.

Toledo, toda ela é maravilhosa: caminhar pela cidade velha, suas ruelas medievais, a impressionante catedral, a Igreja de San Juan de los Reyes são lugares mágicos de grande beleza que também nos fazem sentir como se estivéssemos em outra época. Sair da cidade e vê-la por fora, atravessar o grande portão e sua ponte de acesso, andar em suas ruelas e, de preferência, se hospedar dentro da cidade murada em alguma casa restaurada, não tem preço! Ficamos apenas uma noite, gostamos bastante, no outro dia passeamos no entorno e após o almoço fomos para Cuenca, apenas 2 horas de viagem.

toledo-centro-historico-espanha-capital-murada

Cuenca, patrimônio histórico da humanidade: Localizada em um lugar privilegiado (sobre o bloco de Huécar), Cuenca é mundialmente conhecida pelas “casas suspensas” ou “casas colgadas”, uma série de edifícios localizados na borda do precipício que se integram harmonicamente com a natureza, natureza esta que é outro espetáculo a parte. Vale ficar de 2 a 3 noites na cidade! Você poderá chegar em Cuenca em trem de alta velocidade ou de carro como nós fizemos.

Visitamos a Cidade encantada (Parque Natural de la Serrania de Cuenca ), localizada a 36 km de Cuenca. É um conjunto de formação rochosa, gerado pela erosão, onde passeamos por trilhas vendo formas que nos lembram coisas ou animais. O passeio já começa curtindo o trajeto até lá que é maravilhoso! Dirijimos por montanhas e vales lindísimos até chegar. Levamos lanches e fizemos um pequinique no parque. Compra-se o ingresso e se faz a trilha pelas formações, valeu, todos adoraram. Este passeio demorou, ao todo, umas 4 horas.

Passear a, assistir o por do sol, descer até as casas suspensas e atravessar a ponte de São Paulo sobre o desfiladeiro que liga o Parador de Cuenca à cidade velha, essa ponte de pedestre impressionou a todos. Construção com estrutura de ferro e piso de madeira, assusta um pouco aos que temem altura, como o Humberto, mas sua travessia proporciona belíssimas fotos de ambos os lados.

Outro passeio muito gostoso é descer as escadarias da cidade antiga até o rio e caminhar ao longo dele por ambos os desfiladeiros em volta da cidade.

Nas redondezas você poderá também visitar os moinhos de ventos de Don Quixote de Cervantes. Esse passeio não fizemos.

cuenca-cidade-historica-espanha-vale

Valencia, a terceira maior cidade da Espanha. Saímos de Cuenca em direção a Valencia, demoramos 2,5 horas, foi uma viagem tranquila, estradas boas sem pedágio.

Em Valencia nos hospedamos no bairro la Gran Via, próximo ao centro e ao Jardins del Turia. Ficamos 5 noites, 4 dias inteiros. Ótimo bairro, ficamos em frente ao Mercado de Colon, num apartamento de 2 quartos, alugado pela airbnb, com estacionamento incluído.

Valência é uma cidade moderna com muita coisa para fazer e ao mesmo tempo, tem um passado histórico que remonta desde o período romano em seu centro histórico. O rio Turia, por vezes deixou a cidade embaixo d’água, por isso, o governo decidiu desviá-lo e transformar o leito em um grande parque em 1986. Ao todo são 9 km de parques, jardins, museus, quadras esportivas e brinquedos infantis. A melhor parte deste complexo fica entre os portões da cidade velha e o Oceanografic, uns 40/50 minutos de caminhada.

A Cidade das Artes e Ciências e o Oceanografico são um complexo projetado pelo arquiteto famoso Calatrava. Gostamos muito do Oceanografico, pois tem uma variedade bem grande de animais aquáticos e lindos tanques de água onde se passa por dentro e em baixo de alguns. O museu de Ciências é bem grande e com bastante interatividade para as crianças.

Para as crianças, caminhar nos Jardins del Turia e brincar no jardim do Gulliver era o que elas mais gostavam de fazer. Tínhamos sempre que parar no Gulliver para elas se divertirem.

valencia-praia-andar-bicicleta-espanha

Platja D’Aro – 1hs e 30 min. de viagem ao norte de Barcelona, indo em direção a Figueres. Platja D’Aro, balneário chique da Costa Brava, lindos recantos de praias com águas tranparentes entre pedras e rochas. Pode-se caminhar por uma trilha acima das rochas para comtemplar as praias e curtir.

Ficamos num hotel maravilhoso com piscina térmica. Por ser mês de maio, é primavera e por isso, as noites refrescam bastante e de dia quase sempre aquele clima de ar condicionado, perfeito. Nesta praia ficamos 3 noites.

As meninas amaram tudo ali, conheceram amigas de Islândia, Brasil e França. Estes foram os dias que tiramos para relaxar e ficar mais quieto curtindo. Isso é muito importante nas viagens, a gente precisa se dar um tempo de descanso, não podemos querer conhecer tudo, pois corremos o risco de voltar mentalmente e fisicamente cansados.

praia-platja-d-aro-costa-brava-catalunia-espanha

Um dia reservamos para ir até Figueres conhecer o museu de Salvador Dalí. É uma hora de viagem da praia onde estávamos. Viagem tranquila em estradas vicinais, passando por pequenas cidades. O museu é um espetáculo a parte, projetado pelo próprio Salvador Dalí, pensando em cada obra que estaria exposta. Gostamos muito, já conhecíamos o museu de St. Petersburg (Flórida, EUA), mas este nos surpreendeu. Pena que não tem aqueles guias maravilhosos da Flórida. Não deixe de conhecer a parte do museu que mostra as jóias que ele desenhou, é deslumbrante! No entorno do museu, que fica na parte central da cidade, tem muito restaurante para almoçar, caso decida almoçar por ali.

museu-salvador-dali-figueres-espanha-catalunia

Jantamos por duas vezes na pizzaria La Riera, pizzas maravilhosas.

De Platja d’Aro fomos para a França pela estrada que costeia os Pirineus na beira de penhascos no mar mediterrâneo. Muito linda, mas demora-se bem mais do que ir pela auto-estrada AP-7.

Um dos nosso objetivo ao entrar em território frances era conhecer a cidade medieval Collioure, antiga capital da Catalunia, onde tem o castelo real catalão. Lindíssima, vale a visita. Costa rochosa do sul da França a apenas 26 km da fronteira com a Espanha. De Platja d’Aro demorou umas 2hs e 30min. de viagem. Mas se for pela auto-estrada AP-7, demora 1h e 30 min. (Mas tem que pagar pedágio). Estacionamento farto, lindo lugarejo, cidade medieval, vale a visita!

franca-collioure-castelo-rei-da-catalunia-pirineus


Leave a Reply